Defender a auto-regulação e recusar os provedores?

(Não há ninguém que não defenda a auto-regulação; mas quando se trata de dar o primeiro passo...)

Blogouve-se mudou para um endereço próprio: http://blogouve-se.com


Peço o favor de actualizarem as vossas bookmarks e eventuais links. e de continuarem a ler e a comentar na nova morada.

quarta-feira, Setembro 28, 2005

Por favor não deixem o treinador do FC Porto falar sem tradução!

As conferências de imprensa em directo sem tradução simultânea são um insulto aos ouvintes.
O que é deprimente é que uma conferência de imprensa de Tony Blair ou George W Bush, transmitida em directo, teria sempre tradução simultânea.
O desporto é mesmo um caso à parte. Por culpa própria - diz isto quem trabalhou muitos anos como jornalista desportivo e não exclui voltar a fazê-lo...
Blogouve-se mudou para um endereço próprio: http://blogouve-se.com. Comente na nova morada.

(2 x act) Publicidade ou jornalismo? Jornalismo

Hoje, na redacção, as opiniões dividiram-se: foi correcto ter explicado aos ouvintes, no noticiário das oito da manhã, que os principais diários portugueses estavam vestidos de azul? É que isso é uma manobra de marketing da TMN, que tem a partir de hoje um novo design, uma nova imagem, um novo slogan.

Eu não tenho dúvidas! É notícia. Da próxima vez, se houver uma próxima vez, que alguma empresa pinte as primeiras páginas de tantos jornais (incluindo desportivos, como agora) isso já não será notícia, mas - aqui - temos claramente os critérios da originalidade e da novidade a pesar.

A TMN ganhou com essa notícia? Ainda bem para ela! Mas todos os ouvintes/leitores que esta manhã virem a mancha azul nos quiosques, e souberem explicar aos seus amigos/colegas a razão, vão sentir que também ganharam em ouvir a TSF (não ouvi com atenção a Renascença nem a A1 nem vi a televisão para poder dizer se também noticiaram, mas o princípio é o mesmo).

PS - a capa do Correio da Manhã também está azul. Embora aqui não pareça...

act: No Atrium uma questão interessante. As edições online passam ao lado da maré azul...

act: O habitualmente quedo e mudo Sindicato dos Jornalistas acaba de divulgar um comunicado com o título "Não há limites às pressões da publicidade?", em que considera "chocante a submissão dos órgãos de comunicação ao recurso publicitário utilizado" por pôr em causa o "princípio da clara separação entre publicidade e informação". Claramente, não concordo. Mas é bom falarmos destas coisas.
Blogouve-se mudou para um endereço próprio: http://blogouve-se.com. Comente na nova morada.

Os blogues e a ética

Uma notícia do Le Monde suscita mais uma vez uma discussão recorrente: "são os blogues uma ameaça para o jornalismo"?
O interesse desta notícia é que ela dá conta que a discussão decorreu no Parlamento Europeu, por iniciativa deste.
Eu continuo a achar que não, que o jornalismo até tem a ganhar com os blogues (sendo que a questão, assim posta, é um pouco estúpida; estamos a comparar conteúdos - o jornalismo - com um formato - os blogues).
Quais são os argumentos dos contestários dos blogues? Que misturam publicidade e informação, que não indicam a origem das suas fontes e, principalmente, que não têm um quadro ético, sobretudo quando comparados com as "rígidas regras deontológicas dos jornalistas", cito do Le Monde.

Como sabem, este é um assunto que me é especialmente próximo. E acho que não tem sido devidamente trabalhado. Aqui por exemplo?
Blogouve-se mudou para um endereço próprio: http://blogouve-se.com. Comente na nova morada.