Defender a auto-regulação e recusar os provedores?

(Não há ninguém que não defenda a auto-regulação; mas quando se trata de dar o primeiro passo...)

Blogouve-se mudou para um endereço próprio: http://blogouve-se.com


Peço o favor de actualizarem as vossas bookmarks e eventuais links. e de continuarem a ler e a comentar na nova morada.

segunda-feira, Janeiro 22, 2007

«Exploração de estudantes nas redacções»

O Sindicato dos Jornalistas denunciou o acordo que tinha feito com a Confederação Portuguesa dos Meios de Comunicação Social sobre a presença de jovens licenciados nas redacções para fazerem estágios.
Fez bem.
Esse protocolo pode ter sido bem intencionado, mas não resultou: jovens recém-licenciados não podem estar nas redacções a fazer de jornalistas, sem receberem (muito ou pouco) e sem qualquer vínculo (mesmo que precário).
Há diversos órgãos de comunicação social, sobretudo jornais e televisões, que usam estagiários em lugar de jornalistas, assim poupando nos salários.
Do meu ponto de vista, só há duas formas honestas de ter recém-licenciados nas redacções:
- deixar que eles publiquem, mas enquadrar essa actividade com algum pagamento e algum tipo de vínculo (mesmo precário, insisto);
- não deixar que os estagiários publiquem, mas permitindo que eles participem, vejam, colaborem e façam (para consumo interno), com a colaboração de algum senior;

PS - por falar em Sindicato, as eleições não eram o ano passado?
Blogouve-se mudou para um endereço próprio: http://blogouve-se.com. Comente na nova morada.