Defender a auto-regulação e recusar os provedores?

(Não há ninguém que não defenda a auto-regulação; mas quando se trata de dar o primeiro passo...)

Blogouve-se mudou para um endereço próprio: http://blogouve-se.com


Peço o favor de actualizarem as vossas bookmarks e eventuais links. e de continuarem a ler e a comentar na nova morada.

segunda-feira, Novembro 14, 2005

Mais: Quando a publicidade se confunde com o jornalismo

A propósito do texto com aquele título (este...), mais três notas:
- a edição de ontem do Público, domingo, contemplava mais uma página sobre a regata, com o respectivo anúncio da Volvo acopolado. E mais sete páginas na Pública!
- Na Pública é dito que a jornalista viaja (para Vigo) a convite da Volvo (nas duas reportagens do jornal isso nunca é referido);
- Isto significa que a Volvo paga as despesas relacionadas com a presença da jornalista e ainda patrocina a reportagem (o lucro do jornal)?;
Esta conclusão esclarece um mistério: o Público há muito que acompanha, com enorme destaque, as grandes regatas de vela, sem que isso se reflicta em interesse por parte dos leitores. Como é que sei? Não há mais nenhum órgão de comunicação social português a fazer isso (ir a Vigo é baratinho...), não há nenhum barco ou tripulante português envolvido e não conheço nenhum leitor do Público a quem o assunto interesse. Basta-me isso.
Blogouve-se mudou para um endereço próprio: http://blogouve-se.com. Comente na nova morada.

Sócrates controla!

Eis uma estratégia de comunicação perfeita:
Sócrates e o governo explicaram, durante uma semana, em "on" ou "off", que o aumento do ordenado mínimo não poderia ser muito mais do que 2,3%, o que motivou críticas dos sindicatos.
Nos últimos dias os jornalistas dividiram-se entre os que falavam claramente entre os 2,3 por cento e os que iam um pouco mais longe, 2,5%.
Hoje Sócrates chegou à reunião da concertação e anunciou 3%.
Surpreendeu tudo e todos e conseguiu, até, uma coisa insólita, o aplauso de algumas confederações patronais!
Dá ideia que a polémica morreu à nascença e o assunto, amanhã, já não será notícia.
(O que fez Sócrates? Manteve a expectativa muito baixa, resistiu a qualquer tentação de dar um sinal sobre o que ia fazer, foi disciplinado, e quando chegou o momento deu a estocada - nem mesmo os sindicalistas estariam à espera de um aumento de 3 por cento)

(obrigado Pedro)
Blogouve-se mudou para um endereço próprio: http://blogouve-se.com. Comente na nova morada.